Programa

Nova Friburgo

200 anos

O que é?

Mais do que celebrar 200 anos de história com um grande evento ou preparar a festa de aniversário desta cidade tão singular, é tempo de construir, em conjunto e a partir das iniciativas individuais, civis, governamentais e privadas, as ações que vão contribuir para o desenvolvimento sustentável do município.

O Programa 200 anos de Nova Friburgo, vinculado à Secretaria de Governo da Prefeitura, foi pensado para propor, apoiar e facilitar a criação de um legado, que tanto tem origem nas bases da nossa formação e da nossa cultura, pautada pelo empreendedorismo, diversidade e ineditismo, como nos nossos desejos de cidade futura. A sustentabilidade, a educação e a inclusão social são as áreas alvo; a história e a cultura locais são as referências, a inspiração que vai pautar todas as ações pensadas para Nova Friburgo.

Para a articulação e realização das ações projetadas para a cidade, criou-se o Comitê 200 anos, formado por profissionais das áreas civil e municipal, atuantes em suas especialidades, constituído por historiadores, professores, artistas, jornalistas, gestores e atores sociais convidados pela Prefeitura. Composto por por oito núcleos de atuação, o Comitê pautará seu trabalho com base nas demandas das comunidades, nos sonhos já sonhados e nos desejos futuros de construção de uma cidade mais igualitária e sustentável.

Missão
Missão

Atuar de forma compartilhada entre o poder público e os setores que representam os segmentos produtivos do município, visando o desenvolvimento local com base sustentável, o fomento das vocações históricas, culturais e turísticas, além da geração de oportunidades, com ênfase na educação.

Missão
Visão

Ser referência na atuação público-privada através de parcerias e projetos identificados com o município de Nova Friburgo.

Missão
Valores

Colaboração     Integração     Parcerias
Qualidade de vida   Ética e respeito
Vocações locais   Inovação

Nova Friburgo

Cidade de todos os povos

Nova Friburgo é uma cidade incrível com características marcantes de empreendedorismo, diversidade, inclusão e ineditismo que a tornam um território exclusivo no país.

Suíços, alemães, libaneses, espanhóis, japoneses, italianos, húngaros e austríacos, formaram o município, junto a portugueses e africanos, que aqui já circulavam por conta da economia do café. A riqueza cultural desses povos gerou e propiciou ao longo dos 200 anos, a serem completados em 2018, a construção da cidade.

Que outra cidade foi criada a partir de um decreto de D. João VI e é considerada o primeiro projeto de migração que não se deu por razões coloniais? Moderna e inovadora desde a fundação... Que outra localidade brasileira recebeu a primeira Igreja Luterana da América Latina e concessão para outra prática religiosa que não a católica? Aqui também foi hasteada a primeira bandeira oficial da Consciência Negra e tantos outros ineditismos de cunho histórico. Diversidade, tolerância e inclusão como princípio.

Na área cultural, Nova Friburgo possui também muitas marcas. É reconhecida internacionalmente como Cidade das Trovas. Atribui-se à passagem do escritor Machado de Assis por aqui a inspiração para o clássico Memórias Póstumas de Brás Cubas. O compositor Heitor Villa-Lobos não só realizou o primeiro concerto de sua carreira na cidade, em 1915, como também teve em Nova Friburgo o desprendimento para os encontros que iriam permear sua trajetória e obra, moderna por incluir a diversidade de sons e referências que o compositor iria coletar mais tarde, Brasil afora.

A cidade tem mil histórias de estreias, de gente ilustre que nasceu ou passou por aqui, como os artistas plásticos Albert Guignard e Lygia Pape. Recebeu atores dos Festivais de Cinema nos anos 1950; possuía festivais de música que agitavam as escolas nos anos 1970 e foi espaço para pre-estreias de importantes espetáculos nacionais do teatro dos anos 1980. Por mais de duas décadas sediou importantes eventos de dança. As bandas sinfônicas centenárias, Campesina Fribuguense e Euterpe Friburguense, dão o tom da formação musical na cidade.

A natureza por aqui também é única. O município, que cresceu dentro de um vale, num dos pontos mais altos da Serra do Mar, possui uma das maiores reservas de Mata Atlântica do Brasil. O relevo resulta na existência de um grande número de riachos, córregos e rios, com nascentes no território. A reserva ambiental de Macaé de Cima, o Parque dos Três Picos e o do Cão Sentado são os destaques deste cenário. O Pico do Caledônia e as Catarinas, montanhas do eixo central da cidade, completam a exuberante paisagem. A cidade é considerada a quinta melhor do Brasil para a observação astronômica e atrai turistas internacionais para a prática da observação de pássaros.

Nova Friburgo detém o título de maior produtora de morango, couve-flor e flores de corte do estado, e ainda destacam-se as culturas de tomate, inhame, truta, olericulturas. A indústria de lingerie e de metal mecânica, bem como o comércio diversificado, são os principais segmentos produtivos da cidade. Universidades públicas e privadas e a rede escolar consolidam um importante polo de educação na região. O município também se destaca pela vocação no turismo e na gastronomia. O Carnaval friburguense é considerado o segundo melhor do Estado do Rio de Janeiro.

O Programa Nova Friburgo 200 anos reconhece e valoriza todo o potencial econômico e toda a diversidade natural e cultural do município. Cidade construída por vários povos, é hoje a cidade de todos os povos e de muitos sonhos para os próximos 200 anos.

Depoimentos

"A Associação Comercial atua no projeto ‘Meu bairro + 200’. É com muita satisfação que a Acianf participa dessa iniciativa referente ao bicentenário de Nova Friburgo. Uma ação estruturante que leva cultura, empreendedorismo e capacitação para todos os distritos é um desejo antigo de nossa entidade e é uma grande alegria fazer parte dessa realização.”

Flávio Stern
Presidente da Associação Comercial de Nova Friburgo

Mídias sociais

  • Siga-nos: